6 medidas de prevenção de acidentes para as frotas veiculares
6 de novembro, 2023 994
Gestão de Manutenção de Frotas
Artigo Artigo

6 medidas de prevenção de acidentes para as frotas veiculares

A redução de acidentes da frota depende dos motoristas, mas também das diversas ações que o gestor tem a responsabilidade de incluir na rotina dos colaboradores.

Prevenir acidentes de trânsito e de trabalho é uma prioridade para empresas com frotas veiculares, tanto para garantir a segurança dos motoristas quanto para evitar perdas financeiras e operacionais.

Quais são as medidas de redução de acidentes para as frotas veiculares?

A prevenção de acidentes de trabalho é um conjunto de determinações, com base nas normas de Saúde e Segurança do Trabalho (SST), que visa reduzir os riscos associados às diversas profissões do mercado de trabalho. 

Nas frotas, os principais riscos estão relacionados à direção e acidente de trânsito. Por isso, um objetivo comum dos gestores de frota é a redução de acidentes.

Para alcançar esse objetivo, as frotas podem adotar as seguintes medidas:

Treinamento de motoristas

Instruir e treinar os motoristas sobre práticas seguras de direção e conduta no trânsito é fundamental. Isso inclui educação sobre o uso de cintos de segurança, evitar o uso do celular enquanto dirigem e como lidar com condições climáticas adversas.

Manutenção preventiva

A manutenção preventiva tem o objetivo de prevenir falhas antes que um defeito provoque a quebra do veículo. 

Por isso, programar e realizar manutenções regulares em veículos é essencial para garantir que eles estejam em boas condições de funcionamento. A inspeção dos veículos deve incluir itens críticos para uma rota segura, como as condições e calibragem dos pneus, freios e faróis.

Monitoramento em tempo real

A tecnologia tem um papel indispensável na prevenção de acidentes. Os sistemas de monitoramento em tempo real, como a telemetria, permitem que os gestores acompanhem o comportamento do motorista e identifiquem práticas de risco.

Com uma tecnologia desse nível, não há mais lacunas e dúvidas sobre quem está causando mais problemas aos veículos e quais são os principais envolvidos em acidentes de trânsito.

Gestão de fadiga

Promover políticas que evitem a fadiga dos motoristas é importante. Isso pode incluir limites de horas de direção e tempo de descanso adequadas.

Avaliação de riscos

Identificar rotas e áreas de risco e desenvolver planos de contingência para situações inesperadas é uma tarefa bastante importante.

Investimento em tecnologia

A instalação de tecnologias avançadas, como sistemas de frenagem automática e câmeras de ré, pode contribuir para a redução de acidentes.

Como calcular a taxa de acidentes da frota?

Calcular a taxa de acidentes da frota ajuda a entender a gravidade da situação atual e medir o impacto das medidas de prevenção a serem adotadas. 

Para realizar esse cálculo, você precisa coletar dados sobre todos os acidentes que ocorreram com veículos da frota durante um período específico. 

Também é preciso saber a exposição do veículo, ou seja, a quantidade de tempo ou quilometragem que os veículos da frota passaram na estrada. 

Você precisará calcular isso para ter um denominador para sua taxa de acidentes. Isso pode ser feito em horas, quilômetros ou qualquer outra medida apropriada, dependendo de seus dados disponíveis.

Depois, é preciso aplicar a fórmula de taxa de acidentes:

Taxa de Acidentes = (Número total de acidentes / Exposição) x 100

Se um veículo rodou 30 mil km e tem 10 acidentes registrados em seu histórico, a taxa de acidente dele é 0,03%.

Quais são os principais acidentes de trânsito que uma frota enfrenta?

Falhas mecânicas

As falhas mecânicas são uma das principais causas de acidentes para frotas de veículos. 

Isso inclui problemas nos freios, pneus, suspensão, direção e outros componentes do veículo, que podem levar a uma parada involuntária do veículo.

Para evitar esses tipos de acidentes, a manutenção preventiva é necessária. Além de incentivar o relato de problemas, para que os motoristas comuniquem imediatamente qualquer sinal de problema que notem nos veículos. 

A manutenção regular e a resposta rápida a falhas mecânicas são essenciais para prevenir acidentes relacionados a esse problema.

Fadiga e sono ao volante

A fadiga e o sono ao volante são preocupações especialmente para as viagens longas. Pois, motoristas cansados e sonolentos têm tempos de reação mais lentos e podem adormecer ao volante, resultando em acidentes graves. 

Os gestores de frota devem estabelecer limites de tempo de direção e descanso adequados, além de incentivar os motoristas a seguir essas diretrizes.

A conscientização sobre a importância do descanso adequado e estratégias para lidar com a fadiga, como fazer pausas regulares, são fundamentais para evitar esses acidentes.

Uso de substâncias alcoólicas ou ilegais

O uso de substâncias alcoólicas ou ilegais por motoristas é uma ameaça séria à segurança nas estradas. Isso inclui o álcool, bem como drogas ilegais ou medicamentos que afetam a capacidade de condução. 

Os gestores de frota devem implementar políticas de proibição do consumo de álcool e drogas durante as operações, bem como realizar a verificação de uso dessas substâncias com regularidade.

Tombamento de veículo

Os tombamentos de veículos representam uma ameaça significativa para frotas de veículos maiores, como caminhões. 

As medidas de prevenção incluem treinamento adequado dos motoristas em relação à condução segura em curvas acentuadas, carga equilibrada e inspeções regulares dos veículos para garantir que estejam em boas condições de operação. 

Saída de pista

A saída de pista ocorre quando um veículo acaba sendo desviado da direção natural da pista e pode estar relacionada a muitos fatores, como velocidade excessiva, condições climáticas, distrações ou fadiga. 

É essencial que os motoristas sejam treinados para lidar com diferentes condições rodoviárias e saibam como manter o controle do veículo em situações de emergência. 

Roteirização inteligente e sistemas de rastreamento de veículos em tempo real podem ajudar a evitar que os motoristas entrem em situações de risco.

Derrapagem ou aquaplanagem

Derrapagem e aquaplanagem acontecem quando os pneus perdem aderência com o asfalto. 

A derrapagem é geralmente causada por condições de estrada escorregadias, como manchas de óleo. A aquaplanagem ocorre em estradas molhadas, quando os pneus perdem contato com o asfalto devido a uma camada mais profunda de água. 

A prevenção envolve a manutenção adequada dos pneus e treinamento dos motoristas para lidar com essas condições de direção.

Acidente de carga

Em frotas de caminhões, acidentes de carga ocorrem quando a carga não é adequadamente fixada ou quando ocorrem derramamentos durante o transporte. Isso pode levar a acidentes na estrada. 

A prevenção envolve treinamento adequado para o carregamento e fixação de cargas, além de inspeções regulares para garantir que a carga esteja segura e corretamente acomodada.


Para ajudar no seu plano e cronograma de manutenção, temos um Kit Prático que você pode baixar gratuitamente e começar a usar. Confira agora e faça seu download: Kit Prática de Manutenção Preventiva para Frotas.