Relatório de abastecimento da frota: porque e quando usar
22 de dezembro, 2023 996
Gestão de Abastecimento
Artigo Artigo

Relatório de abastecimento da frota: porque e quando usar

O relatório de abastecimento para as frotas veiculares é um recurso indispensável para uma gestão eficiente e econômica das suas operações.

Nele, podem estar as principais informações sobre os abastecimentos, como os valores abastecidos, quantidade de abastecimentos realizados e consumo médio de combustível.

Com isso, é possível gerar uma base de conhecimento e análises para entender onde há oportunidades de melhorias. Por exemplo, se um veículo específico está consumindo um nível de combustível muito acima dos demais, pode ser em decorrência de um problema mecânico ou má condução do veículo.

Dessa forma, é preciso investigar as possíveis causas e soluções em cada situação.

Porém, isso só será possível se você de fato acompanhar os dados gerados em cada abastecimento e os utilizar para gerar insights e conclusões coerentes.

O que é o relatório de abastecimento?

O relatório de abastecimento é um documento detalhado que registra todas as atividades de abastecimento de combustível de uma frota de veículos.

Esse tipo de relatório ajuda a monitorar a eficiência do combustível, otimizar rotas e horários de abastecimento e avaliar o desempenho dos veículos.

Além disso, são fundamentais para garantir a conformidade com políticas internas e regulamentações externas, proporcionando uma base de dados sólida para tomadas de decisões estratégicas e operacionais no gerenciamento de frotas.

Para que serve um relatório de abastecimento?

Ele serve como um histórico quantitativo e qualitativo do consumo de combustível, apresentando informações críticas como a data, a quantidade de combustível abastecida, os custos associados e a identificação dos veículos.

Com ele, os gestores ainda podem identificar tendências de consumo, avaliar a eficiência de combustível dos veículos e detectar possíveis irregularidades ou ineficiências.

Além disso, os relatórios de abastecimento desempenham um papel na manutenção preventiva, pois padrões anormais de consumo podem indicar problemas mecânicos que requerem atenção.

Por que utilizar um relatório de abastecimento?

Utilizar um relatório na gestão de abastecimento de frotas é fundamental para uma administração eficiente e econômica. Este tipo de relatório permite um controle rigoroso sobre os gastos com combustível, um dos maiores custos operacionais em uma frota.

Além disso, fornece dados valiosos para análises estratégicas, como a identificação de veículos com consumo de combustível ineficiente, o que pode indicar a necessidade de manutenção ou mesmo a troca de veículos menos eficientes.

Os relatórios também são essenciais para garantir a conformidade com as políticas internas de abastecimento e as regulamentações ambientais, contribuindo para uma operação mais sustentável.

Como fazer um relatório de combustível?

Reunir todas as informações necessárias

Para fazer um bom relatório de combustível, o primeiro passo é reunir todas as informações necessárias.

Isso inclui dados detalhados de cada abastecimento, como data, hora, quantidade de combustível, custo por litro, identificação do veículo e do motorista, além de informações sobre a rota e o uso do veículo.

Esses dados podem ser coletados manualmente, por meio de sistemas de telemetria que registram e transmitem essas informações em tempo real ou pela utilização de um cartão de abastecimento conectado ao sistema de gestão de abastecimento.

A precisão e a integridade desses dados são essenciais para que o relatório de combustível ofereça uma base confiável para análises e tomadas de decisões.

Criar uma sequência lógica de informações

Após coletar os dados, é importante organizá-los em uma sequência lógica e fácil de entender. Comece, por exemplo, apresentando o cenário atual, depois suas hipóteses de melhorias e, em seguida, os dados que apoiam as suas sugestões.

O relatório de abastecimento deve ser estruturado de forma que apresente um panorama claro do consumo de combustível, destacando tendências, padrões e quaisquer discrepâncias.

Isso pode incluir a organização dos dados por veículo, por data ou por tipo de rota.

Além disso, a inclusão de gráficos, tabelas e resumos pode ajudar a visualizar melhor as informações, tornando-as mais acessíveis e compreensíveis para todos os envolvidos na gestão da frota.

Facilitar o entendimento das análises e hipóteses

Isso significa apresentar os dados de forma clara e concisa, com conclusões e recomendações baseadas em evidências.

Por exemplo, se um veículo específico está consumindo mais combustível do que o esperado, o relatório deve destacar essa informação e sugerir hipóteses, como a necessidade de manutenção ou revisão dos padrões de condução.

Da mesma forma, análises comparativas entre diferentes veículos ou rotas podem revelar oportunidades de otimização e eficiência, orientando decisões estratégicas para a frota.

O que não pode faltar no relatório de abastecimento da frota?

Para começar, é essencial incluir dados detalhados de cada abastecimento, como a data, hora, quantidade de combustível, custo por litro, e a identificação do veículo e motorista. 

Informações adicionais sobre a rota, distância percorrida e condições de operação do veículo durante o abastecimento também podem ser bem importantes.

Outro aspecto interessante é a análise do consumo de combustível, incluindo variações e tendências ao longo do tempo, para identificar padrões e possíveis ineficiências.

Incluir resumos de custos totais e médios, bem como comparações entre diferentes veículos ou grupos de veículos, ajuda a ter uma visão clara dos gastos e eficiência da frota.

Gráficos e tabelas que facilitam a visualização e compreensão dos dados se tornam indispensáveis principalmente quando esse relatório será apresentado à diretoria da empresa em busca de novos investimentos na sua gestão.

Conheça o Sistema de Gestão de Abastecimento da MaxiFrota.
Solicite uma proposta personalizada agora e descubra como nossas soluções inovadoras podem ajudar a maximizar a eficiência, reduzir custos e melhorar o controle sobre o consumo de combustível da sua frota.